Stress muscular. 4 dicas para aliviar os músculos doridos


Fazes parte dos 52,5% que praticam desporto pelo menos uma vez por semana ou dos restantes 47,5% que ainda não praticam desporto? Independentemente do grupo em que te encaixes, isto pode convencer-te a mudares… 

Independentemente de como sejas, vamos falar de stress muscular: da sensação de tensão, rigidez ou cansaço dos músculos. Já sentiste isto alguma vez? Vamos explicar-te porque razão isto acontece e o que podes fazer para aliviar esta sensação. 

Praticas desporto para aliviar o stress? Os músculos também ficam stressados...

Durante a prática de exercício físico, os músculos ficam sujeitos a um grande stress devido à tensão, à contração e à carga imposta ao realizar certos movimentos. Pode até acontecer que se contraiam microlesões nas fibras musculares, mas não entres em pânico! 

Como é que isto acontece...? O nosso corpo é sábio e, nestas situações (totalmente normais e benéficas, diga-se de passagem), este ativa um processo de reparação e adaptação, no qual a inflamação faz parte da resposta. Quando isto acontece, o sistema imunitário liberta células inflamatórias, como os leucócitos e as citocinas, com o objetivo de ajudar a reparar os tecidos danificados que, por sua vez, ajudam a eliminar os resíduos.

Esta inflamação, ainda que te custe acreditar, beneficia a recuperação e a adaptação muscular a curto prazo. Mas… aqui entra o “mas”... esta inflamação normalmente acaba por ser incómoda para nós, fazendo com que nos sintamos com aquela sensação de músculos pesados.  

Agora que já sabes o que produz esta sensação que, na realidade, é uma resposta natural do nosso organismo e que, além disso, nos beneficia no desenvolvimento muscular, podes perguntar: "Ótimo, mas... como posso reduzir este desconforto muscular"? Nós ajudamos-te...

Mas há mais... para além deste stress muscular, o nosso corpo sofre uma série de outras alterações quando praticamos desporto. Mas atenção, os benefícios da prática desportiva continuam a ser muuuuuuito maiores do que não praticar, simplesmente temos de estar conscientes do que se passa no nosso corpo, de forma a compreendermos porque é que temos certas dores ou desconfortos e o que podemos fazer para as reduzir ou melhorar. 

Stress oxidativo e perda de minerais durante o exercício físico...

Quando se pratica exercício físico, especialmente de alta intensidade, o consumo de oxigénio aumenta, o que significa um aumento da produção de ROS no organismo (principalmente nos músculos). O que significa? Significa que aparecem os radicais livres, que oxidam as células e desencadeiam o stress oxidativo. Mas calma... Também há uma solução!

A solução? Os antioxidantes. Estes são responsáveis pela neutralização dos radicais livres e podes encontrá-los na alimentação ou nos cosméticos.

E que mais acontece quando se pratica desporto? Suamos... certo? Ao suar, eliminamos minerais como o cálcio, o sódio e o magnésio através da transpiração, o que afeta o equilíbrio eletrolítico do corpo e, por sua vez, a função muscular, a hidratação e o desempenho. Por isso mesmo, é muito importante encontrar formas de compensar esta perda de minerais.

O exercício físico ajuda-nos, entre outras coisas, a aumentar o tónus muscular, a perder peso, a melhorar o sistema cardiovascular, a aumentar o metabolismo energético e as defesas antioxidantes, a aumentar a força e a resistência... 

Voltemos à tua pergunta anterior: "Ótimo, mas... como posso reduzir o desconforto muscular? Chegou a hora de descobrir

4 dicas para aliviar os músculos cansados e reduzir o stress muscular 

Treinar, alongar, comer e dormir - este deveria ser o teu mantra. A dieta, o equilíbrio entre o stress muscular e a recuperação (ou seja, o repouso) e, claro, os alongamentos, são os fatores-chave para garantir que o desconforto muscular é significativamente reduzido. Mas, também podes encontrar um reforço muito positivo nos cosméticos naturais. Vamos lá a isso:

1- Alimentação. Descobre o poder da ginja

Existem diferentes alimentos que te podem ajudar a recuperar o corpo e a regenerar os teus músculos depois do treino. Quais são esses alimentos? Aqueles ricos em proteínas, antioxidantes e minerais como cálcio, magnésio e sódio. E onde os posso encontrar? Nas verduras, frutos vermelhos e ovos.

Existe um estudo do Journal of the American College of Nutrition, realizado com triatletas, corredores e ciclistas, sobre os benefícios da ginja (também conhecida como cereja ácida) para a recuperação muscular. Este estudo demonstra que esta ajuda a reduzir a inflamação e as dores musculares depois do treino. Também não nos podemos esquecer de que as cerejas são muuuuuuuito ricas em antioxidantes. Têm tudo!!!

2- Alongamentos. És daqueles que sabes da importância dos alongamentos, mas acabas sempre por não o fazer? SIM, SOU!  

Embora possa parecer um "cliché", acontece muita vez. Após o exercício, é extremamente importante alongar para ajudar os nossos músculos a relaxar e a recuperar mais facilmente. Mas não só, também deves SEMPRE aquecer o teu corpo antes de começares qualquer tipo de atividade física. 

Só para que percebas melhor, terminar um treino sem te alongares,é como ires dormir sem fazer a tua rotina de noite. É um grande NÃO! 

3- Descanso. Dormir e descansar também faz parte da tua rotina, nunca te esqueças! 

O teu corpo precisa de dormir para se poder recuperar a 100%. Por isso, se queres que a tua recuperação muscular seja mais rápida, dorme o máximo que puderes. Se é daqueles que pensa que dormir é uma perda de tempo, lamentamos informar-te, mas isso é uma ideia completamente ERRADA. Na verdade, enquanto dormes, estás a ajudar a tua recuperação e a melhorar o teu desempenho desportivo. Deves dormir entre 7-8 horas por dia. Caso não seja possível, aproveita os fins-de-semana para dormir um pouco mais e compensar as horas de sono.

4- Reforço cosmético. O segredo para uma recuperação muscular mais rápida começa na tua pele.

Os teus músculos necessitam de um reforço para recuperarem! Alivia a fadiga muscular depois do exercício físico com uma massagem e potencia os benefícios dessa massagem com um produto específico: um recuperador muscular natural que combina ingredientes anti-inflamatórios, analgésicos e antioxidantes. Para além disso, ainda te ajuda a compensar a perda de minerais.

O ideal é que a massagem tenha uma duração de 15 ou 20 minutos e que seja feita na zona do corpo que foi trabalhado durante o treino. Não precisas de fazer estas massagens logo após o treino, podes fazê-las depois do duche ou antes de ir para a cama.

Dica! Utiliza as tuas próprias mãos com alguma pressão, ou mesmo uma bola de ténis.

Importante! Este tipo de produtos, assim como as massagens, não substituem os alongamentos, a alimentação saudável ou o descanso, o ideal é combiná-los. Nem mais, nem menos!

A Freshly quer dizer-te algo! Na Freshly continuamos a aprender todos os dias para tomar decisões que nos aproximem de um futuro melhor. Às vezes somos rotulados como sonhadores, mas o que realmente temos é uma visão otimista e um caminho claro para chegar a esse amanhã.
Contamos com a tua companhia nesta viagem? Se estás aqui é porque és exigente no momento de cuidar do teu corpo e do planeta. Ao subscreveres a newsletter vais receber artigos como este para continuares a aprender, para além de ficares a par de novidades e descontos exclusivos. Estás preparado?

O que você achou? Vamos adorar ler você!